Our Mission Statement
This is Photoshop's version of Loremer Ipsn gravida nibh vel velit auctoregorie sam alquet.Aenean sollicitudin, lorem quis bibendum auci elit consequat ipsutis sem nibh id elit.
Follow Us
Siga-nos:
E-Commerce – Web Bizz
147
archive,category,category-e-commerce,category-147,mkd-core-1.0.3,highrise child-child-ver-1.0.0,highrise-ver-1.5,,mkd-smooth-page-transitions,mkd-ajax,mkd-grid-1300,mkd-blog-installed,mkd-header-standard,mkd-sticky-header-on-scroll-down-up,mkd-default-mobile-header,mkd-sticky-up-mobile-header,mkd-dropdown-slide-from-bottom,mkd-dark-header,mkd-header-style-on-scroll,mkd-header-standard-in-grid-shadow-disable,mkd-search-dropdown,mkd-side-menu-slide-from-right,wpb-js-composer js-comp-ver-6.7.0,vc_responsive

E-Commerce

Os hábitos dos brasileiros têm mudado e a compra via internet tem se tornado cada vez mais comum. Isso faz com que o mercado e-commerce esteja mais difícil para se destacar perante os concorrentes. As técnicas de SEO não têm sido o suficiente para transformar o tráfego do seu site em conversões. Pensando nisso, enumeramos 4 motivos para você começar a utilizar o inbound commerce. Esse termo é a junção de inbound marketing com e-commerce e é utilizado para empresas virtuais que usam dessa estratégia para conseguir melhores resultados. Ele se resume em uma estratégia para atrair clientes para o conteúdo oferecido pela sua empresa sobre o produto ou serviço prestado. [vc_row][vc_column][vc_column_text][/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text] Inscreva-se em nossa newsletter [/vc_column_text][vc_column_text]E receba periodicamente nossos melhores conteúdos e as notícias mais relevantes em seu email[/vc_column_text][vc_empty_space][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width="1/2"][vc_single_image image="7778" img_size="full"][/vc_column][vc_column width="1/2"][vc_column_text][contact-form-7 id="8359" title="Formulário CTA posts"][/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text] [/vc_column_text][/vc_column][/vc_row] 1. Agrega valor e tráfego ao seu negócio Quem não valoriza o conhecimento e a informação? A partir do inbound commerce, você consegue oferecer conteúdo útil que agregará ao seu produto. Se você possui uma loja de ferramentas, por exemplo, abastecer um blog, periodicamente, com informações sobre formas de uso, conselhos de aplicação ou história de sua marca enriquecerão o seu produto. Os clientes terão interesse em adquirir seu produto porque agora possuem várias opções de como utilizar e já sabem onde procurar informação, caso tenham alguma dúvida. 2. Otimiza conversões O conteúdo aumenta o tráfego, mas a conversão só poderá ser estimulada a partir do momento em que você induz o cliente a conhecer melhor o seu produto e, ainda no conteúdo oferecido, o induz a comprar. A partir do momento em que ele se identifica com seu produto, a possibilidade dele adquirir aumenta, se comparada a uma navegação simples em seu site, apenas. 3. Constrói relacionamentos O inbound commerce estabelece relacionamento com o cliente. A empresa que pratica ações...

Quando um empreendedor resolve expandir sua atividade para o mundo online ou pretende tirar sua ideia de negócio do papel em uma solução de e-commerce, pode ganhar fatias muito expressivas de mercado e ter um alto faturamento. Afinal, o empreendimento pode alcançar os consumidores em qualquer hora e em qualquer local do mundo! No entanto, se o projeto não for bem planejado, o empreendimento virtual pode dar errado. E bem errado! Então, que tal ver alguns enganos e deslizes que os empreendedores online costumam cometer, a fim de evitá-los e ser mais capaz de expandir as chances de sucesso de seu e-commerce? Acompanhe conosco! [vc_row][vc_column][vc_column_text][/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text] Inscreva-se em nossa newsletter [/vc_column_text][vc_column_text]E receba periodicamente nossos melhores conteúdos e as notícias mais relevantes em seu email[/vc_column_text][vc_empty_space][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width="1/2"][vc_single_image image="7778" img_size="full"][/vc_column][vc_column width="1/2"][vc_column_text][contact-form-7 id="8359" title="Formulário CTA posts"][/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text] [/vc_column_text][/vc_column][/vc_row] Falta de preocupação com a UX Se você não sabe o que significa a sigla UX, possivelmente tem pecado neste importante fator de seu negócio. UX quer dizer User Experience, ou “experiência do usuário”. Isso tem relação direta com a forma como seu visitante navega em sua loja virtual. O processo tem que ser intuitivo, prazeroso e simples. Não apenas as cores, a tipografia ou a disposição de seus elementos devem ser bem-feitas, sem poluição visual, mas o caminho que leva até o carrinho de compras deve também ser simples e inteligível. Descrições não condizentes dos produtos Como a pessoa não poderá ter o produto em mãos para tocá-lo ou senti-lo, as descrições bem estruturadas dos itens é a melhor forma de cativar o cliente a efetuar a compra. O empreendedor deve oferecer o máximo de informação possível para os visitantes, mas sem se exceder no uso de termos técnicos. Muitas vezes, uma informação em especial pode...

Quando o E-Commerce começou a ser praticado no Brasil em meados de 2000, as pessoas tinham receio de que tudo fosse algo passageiro. A falta de segurança dos dados na internet naquela época tornava o negócio arriscado demais e afastava os possíveis clientes, que tinham medo de que seus dados fossem usados de má fé ou até mesmo roubados por hackers. [vc_row][vc_column][vc_column_text][/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text] Inscreva-se em nossa newsletter [/vc_column_text][vc_column_text]E receba periodicamente nossos melhores conteúdos e as notícias mais relevantes em seu email[/vc_column_text][vc_empty_space][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width="1/2"][vc_single_image image="7778" img_size="full"][/vc_column][vc_column width="1/2"][vc_column_text][contact-form-7 id="8359" title="Formulário CTA posts"][/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text] [/vc_column_text][/vc_column][/vc_row] No entanto, com o avanço nas tecnologias de proteção aos sites de compras, as pessoas começaram a se interessar cada vez mais pelo varejo online. E geralmente após experimentar a primeira compra os clientes voltavam e compravam mais. E assim o E-Commerce foi crescendo no Brasil, registrando a cada ano, um aumento no faturamento bruto do setor em âmbito nacional. Em 2010 pela primeira vez na história o faturamento com vendas online passava de dez bilhões de reais. Os anos seguintes foram ainda mais incríveis: em menos de três anos o faturamento com E-Commerce aumentou quase o triplo, quase alcançando a casa dos 29 bilhões de reais. Esta quantia é histórica do ano de 2013 e a expectativa é que o faturamento do E-Commerce este ano bata a casa dos 39 bilhões de reais, ou seja, dez bilhões a mais do que no ano anterior. Como comparação, os Estados Unidos (líderes em vendas pela internet) devem faturar aproximadamente 235 milhões de dólares em três anos. Isso dá quase dez vezes mais do que o faturamento do Brasil neste setor. Além da segurança oferecida pelos sites de E-Commerce e da adesão de empresas mundialmente famosas ao setor, outra característica...